O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192 Sergipe) é o segmento móvel da Política Nacional de Atenção às Urgências. O Serviço tem como finalidade prestar o socorro à população em casos de emergência durante 24 horas por dia.

Com o Samu 192 Sergipe, o Governo do Estado está reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as seqüelas decorrentes da falta de socorro precoce. Atualmente, há 32 ambulâncias funcionando no atendimento à população do Estado, mas a meta é de que este número chegue a 60.

Função
Acolher os pedidos de ajuda médica de cidadãos acometidos por agravos agudos à sua saúde, de natureza clínica, psiquiátrica, cirúrgica, traumática, obstétrica e ginecológica, com acesso gratuito pelo número nacional 192.

Como funciona
O chamada telefônica deve ser realizada através do número 192. Inicialmente o solicitante manterá contato com o telefonista auxiliar de regulação médica, responsável por colher as informações iniciais tais como, nome do solicitante, da vítima, qual a necessidade, endereço, ponto de referência e telefone.

Logo em seguida a ligação é transferida para o médico-regulador que continuará o diálogo. Após esta fase, o regulador poderá tomar todas as decisões necessárias como cancelamento do pedido (se não for pertinente), orientação, liberação de
equipes de suporte básico e/ou suporte avançado de vida.

Para a segurança do usuário, todas as conversas telefônicas entre a população e a equipe do Samu são gravadas.

O médico-regulador
Como o próprio nome indica, é um profissional formado em medicina responsável pelo gerenciamento, definição e operacionalização dos meios disponíveis, ou seja, as ambulâncias são liberadas apenas com sua autorização.

Como acionar
Através do número 192, de quaisquer telefones público, residencial ou celular. A ligação é gratuita.

Quando chamar
– Na ocorrência de problemas cardio-respiratórios
– Em casos de intoxicação exógena
– Em caso de queimaduras graves
– Na ocorrência de maus tratos
– Em trabalhos de parto onde haja risco de morte da mãe ou do feto
– Em casos de tentativas de suicídio
– Em crises hipertensivas
– Quando houver acidentes/trauma com vítimas
– Em casos de afogamentos
– Em casos de choque elétrico
– Em acidentes com produtos perigosos
– Ferimentos por arma de fogo
– Ferimentos por arma branca (faca, facão etc.)

O Samu e a educação
O Samu 192 Sergipe possui um Núcleo de Educação Permanente (NEP), responsável pela capacitação de todos os seus funcionários. Este núcleo está preparando ações educativas para que a comunidade sabia mais sobre como e quando acionar o Samu, aprenda a prevenir lesões e conheça os procedimentos básicos de primeiros-socorros.

Trotes
O trote é extremamente prejudicial às atividades do Samu. Além de causar muitos transtornos às equipes, ocasiona desgaste desnecessário das ambulâncias e profissionais, aumentos das despesas para manter o Serviço em funcionamento e atrasos nos atendimentos reais, o que pode contribuir para o agravamento da doença do paciente e até mesmo ocasionar sua morte.

Contribua para o bom funcionamento do Samu 192 Sergipe. Não passe trotes.

Trote é crime passível de punição pela justiça.

Samu 192 Sergipe